Coluna do Pombo 731

Quando a gente que é pombo não fala…

Ninguém fala, mais quando a gente fala, a gente é língua preta!

Mais como eu não tenho medo e nem vivo na mutreta, quero dar agora a seguinte letra:

“Tucano que voa com morcego, acorda de cabeça para baixo”

Se é fato ou boato, estão rolando ladeira abaixo, logo quatro.

Depois, não adianta ficar de bode, pois cada um sabe o que pode ou não pode.

Quando o querido Dudu dá uma de menino mimado de condomínio fechado, ele perde o leme na navegação e piora a sua própria situação e pode até quebrar os dentes tendo que substituir por um sorriso metálico… ou sem nenhuma sacanagem acabar na enfermagem.

E ai, quem não ouviu “Cuidado”, vai ouvir, com certeza, “Coitado”.

E ao deixar o seu ninho para seguir um certo bodinho, deverá se perder no caminho.

E lá na frente irá caminhar “Sem lenço, sem documento, nada no bolso ou na mão”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *