Riquezas da gente: Prof. Noel de Xangô

Riquezas da gente

 

O propósito desta coluna é prestar uma singela homenagem á pessoas que se destacam na Promoção da Educação,

Cultura e da História, do Desenvolvimento, dos Desportos, da Justiça e Segurança Pública, da Saúde, da Vida

Comunitária, enfim, que sejam promotores de ações que busquem elevar a auto-estima e qualidade de vida de seus

semelhantes. Nessa edição apresentamos:

 

Prof. Noel de Xangô

 

Noel Magalhães mora na mesma casa em que nasceu em 13/05/1969, no Pq. São Joaquim, em Taboão da Serra. Filho de Dona Maria e do Seu Enéas, veio ao mundo através da parteira e benzedeira Dona Edite. Além de Noel, Dona Maria e seu Enéas tiveram mais dois filhos, Carmo e Valquiria.

No cenário cultural de Taboão da Serra, Noel atua há mais de 35 anos. Seu nome despontou por toda a cidade a partir de 1985, quando em conjunto com Reginaldo da Silva, prof. Salvador Ribeiro, Eduardo Carneiro, entre outros nomes, fundaram o grupo teatral “Só de raiva”. A primeira peça teatral do grupo “Só de raiva” foi com o famoso “Dólar em alta” e o “Rio de lágrimas da Condessa Fortunata”.

Já em 1988, o trabalho do grupo teatral “Só de raiva” ganhou destaque com o conceituadíssimo com o “FOLK cultural da feira”. “O nome feira foi uma homenagem do grupo aos feirantes que durante o mês de agosto cederam a rua Mário Latorre para a realização do FOLK cultural”,, explica Noel.

O FOLK cultural foi realizado consecutivamente por 9 anos no Pq. Pinheiros. Após o falecimento do seu idealizador Reginaldo Nascimento da Silva, o “Só de raiva” fez uma coletânea especial das 9 edições anteriores e fez uma décima edição especial em homenagem ao autor.

Noel lembra que mesmo antes de ser vereadora Arlete Silva foi madrinha do FOLK cultural da feira.

Além das atividades teatrais Prof. Noel, presentiou aos amantes da cultura popular, diversas apresentações em Taboão da Serra e região, com o seu Maracatu de nação Cabimda e do Boi Bumbá.

Paralelo as atividades do grupo teatral só de raiva, durante os anos de 1990, foi professor de Educação Artística na EEPG Reynaldo Nascimento Faleiros.

Outro projeto cultural do Prof. Noel, foi a criação do “Núcleo de Estudo Folclóricos Vovó Cabinda”.

Prof. Noel, também é conhecido no meio dos adeptos de Religiões de Matizes africanas como Noel de Xangô.

A essa verdadeira “Riquezas da gente”, uma singela homenagem a esse guerreiro cultural, cuja a vida foi dedicada a manifestações culturais independentes, o nosso mais sincero “Axé”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *